::Ford Escort RS Turbo S2 RedCarbon::

Publicado: janeiro 14, 2009 em Uncategorized

Existem projetos que já nascem predestinados a serem show cars, track cars, drag cars ou simplesmente mais um extreme tuning, mas poucos são aqueles que enconrajam-se a mudar tantas vezes um mesmo projeto, seja mudando um jogo de rodas, seja remodelando todos os acessórios para que tenham um aspécto, brilho ou formato diferenciado.

David é um morador de Essex, na Inglaterra e adquiriu seu Ford Escort Mk4 RS Turbo S2 em 1996 que até hoje vem recebendo modificações estéticas, acertos, equipamentos melhores e ajustes para tentar casar ao máximo as vertentes de “visual x performance” assim como a própria Ford fez com um de seus modelos de maior sucesso: O próprio Escort. A sigla RS (Rallye Sport) sempre denominou uma nobre casta dentro da empresa e fora empregada pela primeira vez em 1970 e até hoje já foi aposta em mais de 20 modelos da montadora americana.

.:run4fun:.

Baseado no sucesso da versão anterior, a S1, que era simplesmente uma versão amansada do protótipo que competiria no Grupo A de rali, a versão S2 contava com mimos e maior coforto para os ocupantes, além de um motor com significantes melhorias para melhor performance. Este ponto do projeto de David ainda está apenas começando e por enquanto só recebeu um cabeçote com fluxo otimizado e válvulas de admissão e escape maiores. Um novo coletor (da versão 16v, de geração mais recente) foi recentemente adquirido, mas ainda não está instalado e demandará outras modificações para entrar em cena, como a troca da central de injeção Cosworth e demais ítens ligados à injeção, alimentação e ignição. A turbina utilizada é uma T3 original, mas com a carcaça quente .48 para melhor fluxo dos gases e pegada mais tardia da turbina para render melhor em giros mais altos. Foi instalado também um enorme intercooler GRS logo à frente do radiador, ocupando toda a grade dianteira (exigindo inclusive a confecção de um pára-choque personalizado) contando com dupla ventoinha para melhor refrigeração do ar pressurizado. O miolo do motor (bielas, pistões e camisas) de 1.600cm3 continua original, resistindo bem ao aumento da pressão de trabalho do turbo (aproximados 1,3Bar) e nesta configuração, David estima cerca de 230 cv a aproximadas 6.000Rpm, com consequente aumento do torque.

.:run4fun:.
.:run4fun:.
.:run4fun:.
.:run4fun:.

Após uma boa revisão no motor, onde diversos ítens além de trocados foram embelezados, este ganhou nova pintura no bloco, cabeçote, agregados e inclusive no cofre, que além de re-pintado, fora completamente alisado, perdendo todos os vãos e buracos desnecessários. Agora as mangueiras são de silicone vermelho da Samco assim como os condutores de óleo e combustível para não roubarem o charme do motor. O capô em fibra de carbono saiu do projeto e o novo recebeu amortecedores e braços derivados de uma BMW, aposentando assim a velha vareta de apoio. Sobre o capô ainda foram instalados extratores de ar da versão Mk4 (da década e ’90) e presilhas em inox com base em fibra de carbono. De fibra de carbono foram revestidos os apoios dos amortecedores, as tampas dos reservatórios, a barra anti-torção, capa das polias, capa do terminal de direção e outros tantos detalhes. O coletor de escape foi completamente forrado com fita térmica para dissipar melhor o calor e a ponteira teve que receber o mesmo tratamento para não danificar o spoiler traseiro de fibra de carbono devido ao calor excessivo.

.:run4fun:.

David adaptou perfeitante no pára-choque traseiro um pedaço do outro pára-choque traseiro de uma BMW E39 e revestiu o extrator com fibra de carbono. Neste ítem o refletor de placa deu “adeus”, sendo substituído por um par derivado do VW Lupo, enquanto na tampa do porta-malas um brake-ligth das BMWs 318i e a extração do limpador do vidro traseiro deram um ar mais moderno para a traseira do RS. O pára-choque dianteiro teve suas entradas aumentadas e a placa foi deslocada para a lateral. Usando-se a parte inferior dos Escorts mais novos, David confeccionou um spoiler e o revestiu de fibra de carbono. Para perder peso, tanto o dianteiro quanto o traseiro perderam seu preenchimento, sobrando só a casca. As portas também receberam modificações e alí foram adaptadas maçanetas de Audi 80, que ficam embutidas e alinhadas à carroceria, renovando a lateral do Escort que não ficaria completa sem a utilização de um belo conjunto de rodas. As atuais já acompanham David desde 2004. Trata-se um jogo de levíssimas Compomotive modelo MO1776 com tala 7,5×17″ e off-set de 35mm cobertas com pneus Yokohama Parada Spec2 de medidas 205/40-17″, adotados depois que um dos Goodyear F1 rasgou em um Track Day em Nürburgring. As Compomotive receberam o aplique de um red lip nas bordas para combinar com o tom vibrante da carroceria e escondem os discos de freios ventilados do Focus RS e pinças Brembo de pistões duplos na dianteira e simples na traseira com ABS original que seguram eficientemente o ímpeto deste Escort RS juntamente com a suspensão preparada pela Spax especialmente para os RS S2 deixando a carroceria mais baixa e mais firme, porém, sem perder o conforto. Mesmo os limpadores de pára-brisa receberam uma atenção especial para não destoarem do conjunto e foram substituidos por modelos modificados herdados do VW Polo com palhetas aero twin em silicone.

.:run4fun:.
.:run4fun:.
.:run4fun:.

Internamente o conforto assegurado pela suspensão é repassado para os ocupantes na forma de zelo e cuidados com a forração original de ótima qualidade, exceto para o motorista, já que David abriu mão do confortável Recaro original para adotar um enorme Corbeau Revolution forrado na padronagem original com cinto de quatro pontos da Luke de 4″ na cor preta para não destoar dos originais e combinar com a nova pintura do painel. Após receber apliques de fibra de vidro para a acomodação da tela de DVD de 6,5″, o painel, forros de portas e moldes traseiros foram parcialmente pintados com pintura eletroestática preta, que confere um ar “rugo-areado” para o interior. O volante agora é um Sparco revestido em alcântara de 330mm de diâmetro e logo após observa-se o manômetro de pressão do turbo e um cronômetro instalados sobre a caixa de direção. Na lateral do painel principal, que recebeu aplique de fibra de carbono, estão os manômetros de pressão e temperatura do óleo. Os botões de acionamento dos vidros elétricos são do Ford Fiesta e a manopla de câmbio foi herdada das bávaras BMWs. No console inferior avista-se o DVD player com recepção para TV e, camuflado logo acima, a central da injeção Cosworth.

.:run4fun:. .:run4fun:. .:run4fun:.

Recentemente este RS perdeu um de seus maiores chamarizes, mas por uma causa nobre, bastante nobre. O teto solar foi sumariamente extirpado para que a folha do teto fosse substituída por outra de fibra de carbono, juntamente com as colunas “A” e a base dos espelhos retrovisores, onde o esquerdo foi excluido, sobrando apenas uma tampa cega. Curiosamente, a folha do teto em fibra de carbono pesa míseros 800 gramas e une numa só peça beleza, leveza e performance, pois com esta modificação foi possível baixar seu centro de gravidade, dando mais agilidade ao RS S2.

.:run4fun:. .:run4fun:.

Recentemente, David está negociando a aquisição de uma tampa em fibra de carbono para o porta-malas. Junto à tampa, existe a possibilidade de David substituir o aerofólio por um modelo dos Mk7, mas isto consiste em perder toda a personalização efetuada na tampa atual com brake-ligth e isto está apenas nos planos.

Não é o tipo de personalização que se vê comumente, até por se pensar que praticamente todas as modificações foram feitas na garagem de David apenas com a ajuda de alguns amigos. Um projeto extramente minucioso e dedicado onde detalhes são cuidados ao extremo e ajudam a compor um visual completamente diferenciado, sem exageros, buscando apenas atualizar um mito.

Abraços a todos!

comentários
  1. Paulo_ctba disse:

    Escortezinho esperto, hehe!Mas o que aconteceu com a lanterna esquerda do carro na 5ª foto?

  2. O carro ficou muito bonito. Melhor ainda com esse ensaio feito em estúdio.abs

  3. .:run4fun:. disse:

    Paulo, na 5ª foto o carro está equipado com um CAI, o qual foi substituido para a sessão de fotos logo em seguida.[]’s!

  4. Takumi disse:

    muito Top essa escortera, deve ta andando demaaaaaiscomo eu queria ter um CVH Turbo desse ao invés do AP que tem no meu escort hehehe

Gostou? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s