::Ford Escort RS ‘Black’ Cosworth::

Publicado: setembro 6, 2009 em Cosworth, Escort, Ford

Uma das beldades expostas no Ford Fair 2009, chamou minha atenção e, devo confessar, mecheu com meus sentimentos: Um Ford Escort. Meu primeiro carro, foi um modelo ’94 XR3 equipado com motor 2.0i, completíssimo que foi tomado pelo fogo e me deixou muitas saudades. À época, eu vasculhava a internet em busca de Escorts XR3 modificados e sempre encontrava modelos RS Cosworth… Sonhava com estes bólidos que, infelizmente, não desembarcaram no Brasil a não ser por meio de importação independente. Hoje sei da existência de apenas dois aqui no país.


Mas de nada adianta “chorar o leite derramado” e, a não ser pela geração, meu ex-Escort não chega nem aos pés do exemplar desta matéria. O exemplar em questão é um modelo RS Cosworth que dispensa maiores apresentações e como este blog trata de modelos modificados, basta dizer que orginalmente o Ford Escort RS Cosworth era equipado com um motor quatro cilindros de 2.0L, com turbina Garrett T3/T04B, AWD derivado do Sierra RS, capaz de render 227cv e que foram fabricadas apenas 7.145 unidades para rua, esperando a homologação da FIA para o modelo de competição. Faltou dizer que em preparações mais pesadas, os RS Cosworth passam dos 1.000cv!!!


Mas dizer que essa cavalaria toda para uso diário seria absurda e desnecessária, seria besteira. Por isso, o proprietário deste exemplar preferiu uma preparação “básica”, para “apenas 450cv”. O motor foi completamente montado por Harvey Gibbs, com bloco 200 reforçado, pistões forjados curtos da Cosworth (os mesmos utilizados pela equipe WRC de rally). Da versão de competiçao vieram ainda a bomba de óleo de grande volume, a junta de cabeçote para vedar as passagens de óleo e água pois os cilindros são vedados com anéis do tipo O’rings. O volante do motor foi aliviado e todas as peças internas foram balanceadas e receberam tratamento cerâmico para evitar o atrito entre as partes. O cabeçote foi retrabalhado e recebeu válvulas maiores com molas Isky, novos ângulos e melhor fluxo. O intercooler frontal é original da versão RS500 e recebe jatos de água para resfriar ainda mais o ar admitido pelo filtro K&N “in box” e levado à turbina roletada Garrett GT28.

Para alimentar toda a cavalaria foram encomendados quatro bicos Ford Racing de 380cc de vazão que recebem o combustível através de uma linha completamente re-feita com retorno igualmente re-pensado. Para não haver faltas, um reservatório foi adicionado ao sistema. Afim de controlar e melhorar o acerto da preparação, foi adicionado um injetor de ar que facilita a admissão e o controle de pressão da turbina quando em funcionamento pleno, não deixando a ECU “endoidar”. Da empresa Bailey vieram o suspiro de óleo, reservatório de óleo da direção e reservatório expansor do radiador em inox. As mangueiras utilizadas são todas da Samco e são confeccionadas em silicone. O escape é da empresa Mongoose confeccionado em aço inox de 3″ com ponteira oval, semelhante à original.


A caixa de câmbio é uma Quaife Syncro com embreagem de seis pastilhas em cerâmica da Alcon e a embreagem agora é hidráulica. Os diferenciais dianteiro e traseiro são da GRPN e transmitem toda a força para as belas rodas negras com red lip da Compomotive, modelo MO1881 de medidas 8×18″, fazendo os pneus Yokohama A048 de medidas 225/40-18″ sofrerem para transmitir ao chão todo o poderio do RS Cosworth. A suspensão é composta de coilovers da Koni Sport com buchas de poliuretano em rodas as junções. Do mesmo material foram confeccionadas as buchas do câmbio e suportes do motor. Os freios são compostos por pinças de freio de quatro pistões nas quatro rodas com pastilhas Ferodo, modelo DS2500.



A dianteira sofreu uma leve cirurgia, fazendo com que grande frontal perdesse o emblema da montadora e os faróis, agora bipartidos, perdessem as lentes de longo alcance, recebendo uma adaptação para maior captação de ar para o motor. As lentes de indicação dianteiras e laterais foram pintadas para combinar com o tom da carroceria e as grades vieram da versão RS500. O pára-choque dianteiro recebeu um novo spoiler confeccionado em fibra de carbono e alargadores laterais do mesmo material.



Atualmente o carro roda sem muito acerto, mas tão logo estão chegando algumas peças para tornar o upgrade completo e fazer o acerto fino. A espectativa é que venham os 450cv pretendidos quando se iniciou o projeto, mas, creio que podem vir muito mais, afinal, o que não falta é potencial.

Abraços!

comentários
  1. AIRpower disse:

    Não gosto muito de Ford e nem de Escort, mas este ai é show! Ainda mais com esses “detalhes”.

    _________________________________________________________________________
    Se você gosta do Fusca e seus derivados, acesse http://www.fuscanafoto.blogspot.com/ e confira as mais belas e curiosas imagens do universo aircooled. E não esqueça de deixar seu comentário!

  2. Lindo carro, só ficaria perfeito tirando o aerofólio.

    P.s. ótimo blog, parabéns!

  3. Filipe disse:

    o melhor de tudo esta debaixo do capo
    hehehehe

    16VT

  4. J&k disse:

    mto boa a materia!!!

    mais uma vez ta de parabens!!!

    e eu gosto desse aerofolio, tipico europeu!!!

    abraços

  5. Anonymous disse:

    só quem tem um animal desses e que sabe…essa maquina ta linda em breve tb vou comprar 1 escort rs cosworth. o teu carro e um dos + bonitos que já vi ate hoje 1 abraço

  6. Anonymous disse:

    só quem tem um animal desses e que sabe…essa maquina ta linda em breve tb vou comprar 1 Escort Rs cosworth. o teu carro e um dos + bonitos que já vi ate hoje, 1 abraço.

Gostou? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s