::Fiat Uno Turbo Carbon Exploit::

Publicado: maio 25, 2010 em Amarelo, Exploit, Fiat, Turbo, Uno, UT
Abro a porta e relaxo meus olhos com o belo interior. Apesar de ser “mais um” Uno, este apresenta pequenos detalhes que causam-me certo alvoroço (sim, sou apaixonado por estes “pequenos notáveis”). Ar-condicionado, teto solar, forros de porta inteiriços, painel de instrumentos com tacômetro, conta-giros, pressão do óleo, pressão do turbo, nível de combustível, temperatura da água, luzes espia… tudo está lá. Bem aglomerado e pronto para entrar em ação.

.:run4fun:.

– Não dê a partida agora! É preciso ligar a bomba injetora.

O ronco não me é estranho, mas não é comum. Saio devagar, de leve vou soltando o pedal da embreagem para sentir aonde mora a pegada do disco de cerâmica.

– Acelera. A injeção não é mais original! – me alerta o proprietário.

Nesta hora o carro apaga.

– Ops…
– Relaxa… comigo foi assim também na primeira vez.

Novamente à partida. Desta vez acelero para saber até onde devo (ou não) atrever-me a pisar. O carro deslisa vagarosamente pelo estacionamento mirando a saída. Nada de acelerar forte ou atrever-me em campos desconhecidos, pois pelo que ví, é um carro extremamente sensível. Já na rodovia vou sentindo o carro, que, para minha surpresa, demonstra-se extremamente dócil.

Engato a segunda marcha e o giro despenca para meros 2.000Rpm e o carro continua simplório. Caio na besteira de apertar o pedal à direita e o bom torque faz seu serviço. A resposta é imediata e toda aquela delicadeza inicial é deixada de lado em nome de uma voracidade assombrosa. Em menos de um piscar de olhos, vejo o conta-giros original marcar 3.700Rpm e um leve assobio “esquisito”. Quando penso em perguntar “qual a …”

CARALHO!!!

Nesta hora eu já estava sabendo que a pressão no pedal à direita deve ser diretamente proporcional à minha capacidade de movimentar os braços, segurar os olhos em suas órbitas e tentar segurar o riso.

Descobri então o “por quê” da Fiat instalar bancos tão justos neste modelo: Segurar as pernas trêmulas de quem guia. Descobri ainda o “por quê” da montadora instalar um motor como este em um carro que mal pesa 1.000kg: Dar plenos prazes à meros mortais. Em suma (e em tosquíssimas palavras): Me caguei e me gozei em menos de 1 segundo! .:run4fun:.

04 18

01 02
03 05 06 07 08 09

Mas péra lá! Este motor não é mais o original. O amigo João Paulo (vulgo JP), ex-proprietário de um Mille Fire Flex do site/fórum Uno Club, fez o dever de casa e, logo que adquiriu seu exemplar de Fiat Uno Turbo, tratou de prover ao exemplar um verdadeiro “spa relaxante”. Encostou o veículo na AD Performance, aos cuidados de Adriano, e solicitou ao preparador a troca do bloco do motor 1.400cc original por um bloco de 1.600cc.

Parece pequena a diferença, mas João Paulo justifica a escolha com uma resposta bastante sensata: “O motor original é complicado para peças e mão de obra. Além das peças serem raras e caras, quem trabalha com estes motores costuma pedir caro em manutenções mais pesadas. Com a troca do bloco consegui bem o que queria e almeijava, que era ter um carro com bom torque, boa resposta e uma manutenção relativamente barata. Como já iria mandar revisar o motor por completo para ter um carro confiável em mãos, optei pela troca”. Com a substituição do bloco, vieram ainda bielas e pistões forjados da IASA para poder aumentar ainda mais a margem de segurança e reforçar o conjunto interno. Sob o management do amigo Flávio (proprietário de um Fiat Uno 1.6 16v aspirado de arrancada e administrador do site/fórum Fiat Clube), JP contou com uma ótima consultoria para tomar decisões sensatas.

A utilização da turbina T2 original foi logo vetada tanto por João Paulo, quanto pelo preparador. Chegaram a utilizar uma turbina GT25, mas os resultados não foram satisfatórios e o esta foi substituida por um turbo-compressor do tipo Ball-Bearing (roletado) da marca Garret modelo GT2560R trabalhando com 1,4Bar de pressão. Com esta configuração, o pequeno notável atingiu a marca de 192,7cv @ 4.900Rpm com um estúpido torque de 28,7kgfm @ 4.621Rpm nas rodas. Uma ótima relação peso x potência para um carro de rua completamente montado de 5,08cv/kg. O controle de injeção e ignição é feito por meio de uma central eletrônica FuelTech modelo RacePRO-1Fi devidamente acertada no dinamômetro da MotoRace de Brasília/DF. Foi identificada uma restrição na alimentação por conta dos bicos Bosch de 55lbs e da flauta original utilizada, o que atrapalhou um rendimento ainda melhor. JP vai precisar de bicos ainda maiores e uma flauta mais acertada para melhor “dar de comer” ao seu haras.

16 14 15 17 18 19 20 21 01

O impecável estado externo do veículo ainda não agrada o proprietário. “Existem pequenos detalhes que quero modificar. Não que seja necessário, mas gosto de chegar pela manhã dos finais de semana, tirar a capa e saber que o carro está como eu sempre quis. Em dois anos o Uno Turbo vai passar por uma meticulosa etapa de funilaria e pintura, inclusive com jateamento da carroceria para deixá-lo impecável”. Dois anos é o prazo que JP imprimiu a sí para deixar motor, suspensão, estrutura e freios na medida certa para seu gosto. “Até lá, vou procurando bons profissionais e oficinas que ofereçam boa relação custo x benefício”.

A verdade é que mesmo para os olhos mais treinados, o carro aparenta estar impecável. Coisa de dono chato. A parte estética apresenta detalhes que passam desapercebido para a maioria das pessoas, mas não para entusiastas. O limpador de pára-brisa recebeu um defletor original do Fiat Marea Turbo, este fora revestido em fibra de carbono (não é adesivo! É revestimento mesmo!). O mesmo tratamento fora aplicado com excelência nas bases dos retrovisores, na maçaneta do porta-malas e nas colunas “B”. O aerofólio original do Uno Turbo foi retirado e em seu lugar uma peça com as mesmas medidas, esta inteiramente confeccionada em fibra de carbono (agora não é nem revestimento! A peça é em fibra de carbono pura!) foi instalada. Pequenos e ótimos detalhes confeccionados pelo amigo Daniel (Fww) da Carbon55daniel@carbon55.com – (proprietário de um Fiat Uno 2.0 e de um Fiat Brava HGT)que fazem toda a diferença. As rodas originais do UT foram guardadas e em seu lugar foram instaladas as heranças do antigo Mille Fire Flex, rodas do Marea Turbo de medidas 6,5×15″ montadas em pneus 185/55-15″, que para a nova versão, foram pintadas de grafite brilhante, ou gun-metal, como queiram. A harmonia do conjunto impressiona.

10 11 12 13 14 15 16 17 05 06 08 09 10 11 12

A suspensão recebeu um conjunto de coilovers da Fênix na dianteira e amortecedores traseiros preparados para a nova configuração do motor. O conjunto foi preparado pela Fênix Amortecedores sob encomenda para este exemplar com maior carga e deixou o carro bastante firme. As irregularidades do asfalto são devidamente copiadas para o habitáculo, mas nada exagerado, que canse ou desanime a pilotagem. Apenas firme o suficiente para não deixar o carro instavel em curvas ou em acelerações mais vertiginosas, que aliás, são fáceis de ocorrer. O carro fica o tempo inteiro “na mão” e mesmo quando os pneus destracionam, observa-se que não joga para os lados e mantem o UT sempre à linha.

Internamente o Uno Turbo conserva todos os detalhes originais, mas algumas concessões tiveram de ser feitas e um hallmeter ODG foi instalado ao lado do painel de instrumentos para monitorar a mistura ar x combustível. Na coluna de direção há uma shift-ligth do tipo canetinha que acende às 6.000Rpm, quando o giro está prestes a cortar aos 6.500Rpm. No antigo porta-objetos abaixo do console central, agora é a morada do módulo da injeção programável. Em breve (já encomendado) o módulo receberá uma moldura em fibra de carbono já que não vai mais precisar sair dali. Um Wide Band-O2 também entrará em cena para melhor monitorar o sistema.

22 02 04

Para quem sempre sonhou em ter um carro turbo, o sonho se realizou na melhor maneira com o aprimoramento e desenvolvimento do projeto prometem tornar essa realidade um verdadeiro sonho sobre rodas. “O projeto ainda está em andamento e um pouco longe do meu ideal, mas para menos de um ano em posse do carro, acho que já são upgrades bem consideráveis. Não quero um carro extremamente potente e indomável. Do jeito que está, pra mim está muito bom. Só preciso ajustar a alimentação.” É… assim que começam as injúrias. Daqui a pouco tem que aumentar a pressão do turbo para um acerto melhor, daí vem 220cv nas rodas. A turbina fica pequena, daí entra uma maior, acerta novemente e vem 230cv. Troca a injeção por uma mais completa e com maior amplitude de parâmetros, acerta e vem 235cv… É amigo, não adianta. Daqui a dois ou três anos conversamos novamente para uma nova matéria e nova auferição da potência deste Uno Turbo que hoje “do jeito que está, está bom…”

Que venham os upgrades!!!

Meus agradecimentos particulares ao amigo Daniel (Fww) pela grande presteza, carona e disponibilidade em ajudar-me nesta matéria e ao Gabriel Monteiro, o Keko pela disponibilidade e os belos cliques no estacionamento. Sem a ajuda desses caras, seria bem mais complicado de fazer esta matéria e, certamente, só as minhas fotos não fariam jus ao trabalho empregado neste exemplar.

Abraços!

Anúncios
comentários
  1. Eric disse:

    Mlk, arrepiei com a materia e as fotos! Parabens mesmo!!!! Agora falta fazer do irmão mais fragil dele de cor cepacol tb!!! Abraços seu fela! Eric

  2. André Luiz disse:

    SHOW!!! O carro é lindo, forte e merece com certeza ter uma matéria todinha pra ele!

    Jp, parabéns pelo carro!
    Funfun, parabéns pela matéria!

    Bjunda.

  3. Bruno Ordones disse:

    Parabéns pela matéria Rafa!
    Esse UT é maravilhoso, e entendo o dono por nunca estar satisfeito e sempre querer melhor 😛

    Abraços!

  4. Celso disse:

    Eu tava com o gostinho… Valeu a pena esperar!

  5. Ballestrini disse:

    Muito bacana o carro… Uma sugestão, quando colocar os videos, na hora que forem filmes mesmo, abaixa a musica e deixa o som do carro pra galera ouvir !

    abs

  6. THI disse:

    kra, não so muito chegado em unoo, mas esse me fez arrepiar kra, coisa mais linda desse mundo !
    so falto o video com o barulho do motor.

  7. Anonymous disse:

    Parabéns pela Matéria, e ao dono, pelo carro. Só um detalhe, coisa de detalhista chato, na matéria é dito bicos Bosh de 55lbs, mas o correto é BOSCH, com C. Desculpem, não deu para deixar passar.

  8. Sata disse:

    Lindo Uno!
    Nunca tive o prazer de dirigir um Turbo, mas esse em especial parece estar uma cadeira elétrica mesmo!
    Apenas uma pergunta, haja vista que você está usando o logo run4fun nas fotos, já pensou em bolar um adesivo e colocar nos carros que sairem aqui?
    Creio que seria uma boa idéia…
    Abraço!

  9. heverton disse:

    Bela matéria, belo carro!!!

    sensacional!!!

    Espero que meu Rmpi daqui um tempo adquira uns cv a mais com um caracol.

  10. .:run4fun:. disse:

    @Anônimo, obrigado. Passou em branco mas já corrigi.

    @Sata, nem todo mundo gosta do carro cheio de adesivos… =/

    @Vinicius, No finalzinho do vídeo tem o som dele acelerando, mas de qualquer forma vou re-editar o vídeo e colocar a passada deste Uno no dinamômetro. O barulho assusta!

    Obrigado a todos!

  11. André Luiz disse:

    Funfun, pensei na mesma coisa que o “Sata”.. acho massa a logo que você usa nas fotos. Se tivesse pra comprar, eu com certeza estaria na fila. =)

    Braço.

  12. Erick M. disse:

    Daaaaale keko!
    aehaeuiaeuiaeuiae
    =D
    mt bom.

  13. quando eu encontrar esse 95/95, na rua vou passar por cima na minha S10 V6…risos…abração JP. Miranda

  14. Da hora,o carro e nervoso ,a materia ficou show… abraço ROGERIO.

  15. Marmota disse:

    Tem um video que fizemos com o som do bichano!!

  16. "Tikyn" disse:

    Amigo top de mais seu carro !

    Onde conseguiu esse emblema do uno turbo ie lindão tbm ele hem.
    Abras

  17. Anonymous disse:

    Pô é du carai,muito lindo,vendi meu T-Jet e comprei um UT igual,vou restaurar,preciso de aerofolio desse,tem como me dar a dica de arranjar um desse?felipevillarmosa@hotmail.com

  18. Anonymous disse:

    legal seu video, tenho um igual, porem, sem teto solar, carro show!

Gostou? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s